Por que não conseguimos fazer o que queremos?

Planejamos fazer exercícios com regularidade, mas achamos um motivo para passar o dia inteiro sentados em frente à televisão. Juramos que vamos fazer dieta, mas não resistimos à sobremesa. Prometemos fazer exames de colesterol e depois cancelamos a consulta marcada. Por que não conseguimos fazer o que queremos fazer?

O que é a procrastinação?

Para começar, precisamos explicar o que é, de fato, procrastinar. Muitos associam a preguiça ou a falta de vontade de concluir um trabalho, mas não é exatamente isso. A procrastinação é o ato de prorrogar a resolução de uma atividade, seja tarefa ou compromisso importante. É um comportamento considerado natural do ser humano, mas que em exagero pode ser bastante prejudicial à rotina pessoal e corporativa.

 

De acordo com um estudo feito por professoras de psicologia da UNICAMP sobre procrastinação, diversos fatores psíquicos levam a essa prática. Os sentimentos mais comuns ao adiar tarefas entre os entrevistados, foram:

  • Sensação de incapacidade em realizar a tarefa;
  • Ansiedade – mal estar, angústia e estados de desconforto;
  • Autodesvalorização – redução do valor do próprio potencial, insatisfação consigo, perfeccionismo;
  • Desmotivação – desânimo, falta de vontade;
  • Preocupação – pensamentos ruins, peso na consciência.

Mas é possível parar de procrastinar? 

Sim, há técnicas que podem te auxiliar a manter o foco e otimizar a divisão temporal para produção, descanso e entretenimento.

Confira 5 dicas para evitar a procrastinação e aumentar a produtividade

1) Tenha uma agenda ou algum caderninho que você pode usar para anotar suas tarefas e faça planos específicos, com data e hora (sim, bem específico). Só fazer a lista não adianta. Quando você coloca um prazo certo, sua produtividade aumenta. Afinal, existe um direcionamento e você pode se comprometer mais diretamente. Aproveite para colocar no papel o passo a passo do que você precisa fazer.

2) Pensar em ler 300 páginas de um livro assusta, né? A chance de abandonar essa ideia vai ser grande. Mas, se você destinar, por exemplo, apenas 1 hora do seu dia, as chances de desanimar são menores. E 1 hora é melhor do que nenhuma, certo? A ideia da dica é essa. Se você fizer suas tarefas em pequenos períodos de tempo, você vai ver que ela nem era tão ruim assim e que você já poderia tê-la resolvido há muito mais tempo.

3) Quando perceber que procrastinou, não se odeie. Perdoe-se. Aceite e bola pra frente. Não carregar essa culpa vai ajudá-lo a se tornar mais produtivo.

4) Seu trabalho não vai ficar melhor no futuro do que como ele ficaria se você o fizer agora. Uma das causas da procrastinação é a tendência de a pessoa se cobrar muito. “Tenho que ter um tempão livre para fazer essa atividade porque ela tem que estar perfeita!” ou “Hoje não estou tão bem assim e o trabalho vai sair horrível” são pensamentos que você deve evitarTente não exigir tanto de você e verá que será bem mais fácil começar algo.

5) Recompensar-se por fazer coisas que você não quer pode ser um motivador poderoso. Não coma o chocolate antes da tarefa. Diga que vai dá-lo de presente a si mesmo depois que terminar o que está fazendo. Valem como “presentes”: 5 minutinhos de pausa nos estudos para rolar o feed do Facebook ou dar aquela checada no WhatsApp ou uma ida ao cinema depois de terminar as tarefas do dia. Seja criativo nessa hora. Quanto mais legal, mais motivador!

Agora, uma dica que costuma dar certo: Conte o que você precisa fazer para um amigo ou para a sua família. Isso vai fazer com que você se cobre mais, afinal de contas, você se comprometeu e tem alguém sabendo disso. Fica feio não fazer, né?

Martina Patekoski | Personal & Professional Coach

(15) 9-9818.8833 @2GoCoaching

 

Please follow and like us: